Island Tour em Oahu

Oahu é a terceira Ilha do arquipélago havaiano em extensão, com 1.545,3 km², cercada de cenários e praias paradisíacas que nos convidam a nos jogar na estrada e desbravar cada cantinho! Alugar um carro, na nossa visão, é essencial, pois muitas praias são bem escondidas e nem sempre o transporte público cobre aquela área (em Oahu não tem ainda metrô, apenas ônibus ou táxis), e outra, com um carro, você pode montar o seu roteiro diário e seguir a rota no GPS.

Um tour que fizemos e super indicamos é o Island Tour, a volta à Ilha disponível na Hawaii Eco Divers, que nos permitiu conhecer a história da ilha, as praias e suas curiosidades. Acompanhada de uma guia brasileira, o tour é feito com o carro da empresa, geralmente dura 8 horas e pode ser montado da sua forma.
Decidimos o nosso roteiro alguns dias antes da viagem, mas no dia marcado acabamos mudando um pouco a rota e seguindo as sugestões da guia da Hawaii Eco Divers, Daniella Maria, e isso que é interessante, não é um pacote fechado que passa por aqueles lugares e pronto, o Island Tour vai no seu ritmo, no seu tempo e ao seu gosto.

Nosso roteiro foi na Costa Leste e North Shore e decidimos nos basear nessa rota, com algumas paradas extras no caminho: Waikiki, Hanauma Bay, Koko Head, Kailua Beach, Lanikai Beach, Valley of the Temple, Banzai Pipeline e Haleiwa.

Como estávamos hospedados em Waikiki saímos direto para as praias do leste, mas quem não estiver, vale a pena seguir até o Diamond Head, o vulcão extinto com mais de 200 mil anos e que pode ser visto da badalada Waikiki! Atualmente, o Diamond Head abriga um parque com trilhas onde você pode subir até suas bordas e contemplar a costa.
Diamond Head
Para quem não sabe, o Havaí é constituído por um conjunto de ilhas que são produtos da atividade vulcânica. O arquipélago está localizado em uma das áreas de maior vulcanismo do mundo, com isso, não é difícil encontramos essas formações vulcânicas e claro, mais vulcões (ativos e inativos). Outro vulcão bem conhecido em Oahu é o Koko Head (este é inativo), que tem uma hike com 1.048 degraus até o topo (isso mesmo, 1.048 degraus!) com uma vista para Hanauma Bay, apesar dos degraus grandes, a trilha exige bastante fôlego e pique!
Koko Head
Infelizmente, Hanauma que estava no nosso roteiro inicial precisou ser cortada, pois como só tínhamos a terça-feira livre e esse é o único dia que Hanauma Bay é fechada, não conseguimos fazer o famoso e belo snorkel nos corais. Mas, conseguimos visitá-la no caminho para o aeroporto no nosso último dia e ficamos maravilhados com a beleza do local! Pena que não rolou snorkel, but, esse é um motivo para voltar!

Mas as praias do leste nos reservavam outros momentos incríveis com um mar azul sem igual! Dali seguimos para Eternity Beach (onde foi gravada o filme “From here to eternity”), também conhecida como praia do beijo por causa de uma cena desse filme e por Cockroach Cove Beach. Bem ao lado fica o Halona Blowhole, um buraco na pedra que “esguicha” água, semelhante ao “buraco” das baleias, pena que no dia que fomos a maré não estava muito cheia. Achei essa praia uma das mais bonitas de Oahu, com pedras pretas (fruto das formações vulcânicas) e águas transparentes, porém, não muito apropriadas para mergulho, mas o visual dos mirantes compensa o banho de mar,  Halona é aquela praia para ser vista de cima… uma dica, pare em todos os mirantes que avistar na estrada, pois cada um tem uma vista mais alucinante que a outra, com praias completamente diferentes a alguns poucos metros de distância uma da outra!
Eternity Beach o Praia do Beijo
Seguindo em direção ao norte pela Kalanianaole Highway, nossa próxima parada seria Makapuu Lookout, com suas falésias e as Manana Island (também conhecida como Rabbit Island) e Kaohikaipu Island (também conhecida como Turtle Island), as ilhas do coelho e da tartruga! rs, aliás, essas duas ilhas podem ser vistas também de Waimanalo Beach e Kailua.
Makapuu Lookout e as Rabbit e Turtle Island ao fundo

Makapuu Beach
Mais à frente encontraríamos aquela praia que nos remete ao Havaí: mar azul, calmo, crianças brincando, areia branquinha e uma paz sem igual, assim é Kailua Beach, a praia que escolhemos para curtir e tomar muito banho de mar nesse dia. Kailua também é bastante conhecida por ser o lugar onde o presidente Barack Obama aproveita suas férias em família.  
Kailua Beach
Almoçamos em Kailua num típico restaurante havaiano, o Buzz´s Lunch & Dinner, bem charmoso, além disso, é  o único restaurante da região, portanto, se for almoçar por lá chegue cedo pois costuma ser bem cheio.
Buzz’s Lunch
De lá tínhamos duas opções, seguir para Lanikai Beach ou fazer a trilha Pillboxes Trail Lanikai, e avistá-la lá de cima! Escolhemos a segunda! E, que escolha!! A trilha é um pouco demorada pois tem muita areia e pedrinhas soltas, muito íngreme e sem lugar para nos segurar, exceto por alguns arriscados galhos de árvores pelo caminho! Resolvemos encarar e seguir em frente (e em cima!) essa é daquelas trilhas que valem muito pelo visual, e quanto mais alto subíamos mais bonita a cor do mar ficava, como vocês podem ver pelas fotos totalmente sem filtro
Lanikai Beach
Do alto da trilha, também avistamos o campo de golfe preferido do Obama, o Mid-Pacific Country Club.
Mid-Pacific Country Club
No lado leste está também Waimanalo Bay Beach, a praia que escolhemos para a nossa cerimônia de casamento mas decidimos deixar para conhecê-la apenas no dia seguinte, que seria o da celebração! Essa também é daquelas praias bem apropriadas para crianças, para mergulho e prática de esportes aquáticos, pois o mar é bem calminho e tranquilo. Vá por nós, não deixe de conhecê-la!

Waimanalo Beach
Saímos encantados com Lanikai, e a Dani nos comentou do Valley of the Temples, o Vale dos Templos, um cemitério em Oahu. Pode soar meio estranho visitar um cemitério no Havaí, mas por lá, tanto em Oahu quanto em Maui, percebemos que a morte é vista de outra forma, os cemitérios são bem serenos, sem aqueles jazigos à mostra, apenas flores naturais marcando a área que parecem ser trocadas diariamente de tão vivas!
Valley of the Temples
O Valley é cercado por um anfiteatro natural de montanhas, as Ko’olau Montains, com vista para o oceano, um cenário realmente incrível. Os jardins do cemitério homenageiam muitas religiões, incluindo o Cristianismo e o Budismo. O Byodo-In é uma réplica do templo japonês com mais de 950 anos que está em Uji, nos arredores de Kyoto. A versão havaiana do templo foi erguida em 1968 para comemorar o 100º aniversário da chegada dos primeiros imigrantes japoneses para o Havaí. Realmente, o Byodo-In é o templo mais vistoso e bonito do vale, na entrada não deixe de tocar o Sino da Sorte, que ecoa um som que transmite muita paz e serenidade, por que não, sorte!
Byodo-In
Sino da Sorte
Dali seguimos para North Shore,  e como eu sou completamente apaixonada por tartarugas, a Dani nos levou na Laniakea Beach, ou Turtle Beach, a praia das tartarugas!!! Mas nesse dia as danadas não estavam afim de descansar nas areias, resolveram, digamos, pegar uma onda e surfar, literalmente! Muito bonitinhos vê-las ali através da água transparente surfando a cada onda! 
Laniakea Beach
Como já havíamos parado em algumas praias de North Shore no dia anterior, passamos apenas em frente a Pipeline e para nossa alegria, bem na entrada da praia está o Food Truck da Cris, uma brasileira que vende coxinha, pastel, guaraná Antarctica e açai!  Mas é claro que paramos para matar a saudade da coxinha brasileira, e que coxinha!! Essa valeu a pena!! Para acompanhar açai batido com guaraná Antarctica!! 
Humm,coxinha!!

Em North Shore, aproveitamos para conhecer a loja da Hawaii Eco Divers e o dono, o Ricardo, que tentou a todo custo me convencer a mergulhar com os tubarões sem jaula!! É, mas não foi dessa vez que meu psicológico me permitiu tamanha emoção, apesar de que no Havaí o ecossistema está em perfeito equilíbrio, os animais tem seu espaço e convivem perfeitamente uns com os outros e com os humanos, mas… ainda me bateu um medo de mergulhar livremente com os tubas! rs Quem tiver essa vontade e coragem, eu acho máximo e super apóio, e indicamos a equipe da Hawaii Eco Divers que te dará todo o treinamento e suporte para essa experiência incrível. Infelizmente, não tínhamos mais dias livres em Oahu, se não, teríamos feito um mergulho em Waikiki.

Hawaii Eco Divers
Se a sua praia não for mergulhar, com certeza encontrará uma que combina com seu estilo, a empresa tem uma infinidade de atividades e passeios turísticos em todas as ilhas do arquipélago, de tour de bike a mergulho com os tubarões com e sem jaula, escolhemos fazer o mergulho em Molokini (Maui) com eles. Ah, uma grande vantagem, além da variedade de tours, é que você tem a opção de fazer alguns tours com guia brasileiro, e contactar a equipe em português, o que facilita bem na hora de fechar os passeios.

Já eram quase 18 horas e seguimos para nossa última parada, Haleiwa, uma cidade bem legal de se conhecer, de onde partem os barcos para o mergulho com os tubarões e a cidade dos surfistas onde de um lado apenas meninas entram e no outro, apenas os meninos! E não podia faltar a famosa foto na placa da cidade!  
Haleiwa
Para terminar nosso tour, Oahu nos presenteou com três lindos arco-íris, como sinal de agradecimento por escolhermos essa Ilha para entrar nas nossas vidas para sempre! O Island Tour abriu a nossa mente e pudemos ficar por dentro de muitas curiosidades da Ilha. 

Nosso agradecimento à Equipe da Hawai Eco Divers, em especial a Dani que nos acompanhou neste dia tão bacana e me ajudou também a lembrar o nome de alguns lugares desse post que eu tinha esquecidos!! rs. E já sabem, hein? Quando estiverem no Havaí, não deixem de fazer um volta ao redor das Ilhas! Aloha!

One thought on “Island Tour em Oahu”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *