Colônia del Sacramento – Uruguai

Colônia del Sacramento - Uruguai

Colônia del Sacramento é uma cidade Uruguaia, mas que já foi disputada no passado por portugueses e espanhóis! No início era propriedade dos portugueses, mas logo depois os espanhóis ao saberem da presença lusa no local, chegaram para disputá-la e acabaram conquistando a cidade. Ao longo da sua história a cidade foi mudando de “dono”, inclusive em 1816, foi dominada pelos brasileiros.

Mas a disputa não pararia por ai, e Colônia deixaria de ser propriedade brasileira em 1825 quando foi proclamada a Declaratória da Independência, e no final de todas as disputas, quem acabou ficando com sua propriedade foi o Uruguay, e a cidade é a mais antiga do país considerada como “Patrimônio da
Humanidade”.
E toda essa disputa acabou trazendo uma mistura ao local, andando por suas ruas, percebe-se a presença portuguesa e espanhola na sua arquitetura, praças, azulejos, assim como traços das cidades históricas brasileiras, como Paraty por exemplo, ruas de paralelepípedos, casarões, Igrejas, e com o diferencial de estar às margens do Mar del Plata.
E assim é Colônia, cheia de história, e não é difícil perceber porque muitas países lutaram por ela! A cidade tem aquele aconchego, um charme, que dá vontade de ficar e ficar…. tanto que saímos de Buenos Aires para passar um dia e acabamos decidindo por dormir uma noite, pois quando começamos a andar por suas ruazinhas, vimos que tínhamos  muito a conhecer!!
Como chegar
De Buenos Aires, optamos pela empresa Buquebus, a mais tradicional nessa travessia, e quando compramos o ticket não fomos muito bem informados dos preços em BsAs, e a compramos apenas os bilhetes de ida, mas depois ficamos sabendo que se você optar pelo “Day Tour”, existe um desconto na tarifa! Compramos os bilhetes no dia do embarque, mas se você comprar com antecedência pelo site da empresa, consegue tarifas mais baratas.
Terminal de embarque do Buquebus em Buenos Aires
Buquebus rápido
Existem dois tipos de barcos: Os rápidos, que levam cerca de 1 hora, e os lentos, que levam 3 horas. Preferimos o rápido, apesar de ser mais caro, e lá fomos pelo Rio de la Plata, barco super confortável, com lanchonete e um pequeno Free Shop, isso, já em águas internacionais, o Free Shop abre suas portas para alegria da mulherada!!!

 

Interior do Buquebus
Outro detalhe, você estará fazendo ma viagem internacional, assim, não esqueça o passaporte ou a identidade e aquele formulário que recebemos na entrada na Argentina. Chegue com uma hora de antecedência, pois você terá que fazer check-in e imigração.
Terminal de Colonia del Sacramento

 

 

Câmbio
Optamos por cambiar apenas em Colônia, e fizemos isso já no porto no momento do desembarque. Levamos apenas peso argentino e cambiamos por peso uruguaio, mas o argentino é bem aceito, asism como cartões de crédito e débito.
Onde ficar
Bom, esse é foi um detalhe à parte na nossa viagem! Como não sabíamos se iríamos voltar no mesmo dia ou não, nem reservamos nada antecipadamente. Chegando lá, decidimos que iríamos ficar e saímos em busca de hospedagem. Encontramos muitos Hostels, charmosos hotéis, mas, todos LOTADOS!!! Não sei o que estava acontecendo na cidade, mas todos os locais que passamos estavam lotados, até que quase sem esperança, passamos por uma lojinha e vimos uma placa: Aluga-se Casas! Opa, uma casa? Não custava nada olhar!! E foi lá que ficamos, em uma casa, bem , na verdade não era uma caaaasa, era apenas uma quarto com ante-sala e banheiro, rs… Mas, muito charmosinha!!!
Nossa casa em Colonia

 

Uma casinha só nossa
Mas, se você já for pensando em passar uma noite, reserve com antecedência, de preferência pelo Booking, onde você tem a opção de cancelar sem taxas.
 
Locomoção
Em Colônia é comum o aluguel de carrinhos de golf, scooters, ou de bicicletas, táxi é bem difícil, e existe também um bus turístico, mas preferimos a opção de conhecer a cidade a pé. Pegamos um mapa no Centro de Informações Turísticas e seguimos nos principais pontos da cidade.
A melhor forma de conhecer Colônia é andando por suas ruazinhas
O que fazer
Como toda cidade histórica, fazer um tour pelo bairro histórico é um dos principais atrativos. Em Colônia, é parada obrigatória apreciar o centrinho histórico declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO,  com o  portão que servia de entrada ao mesmo, a Puerta de La Ciutadela.

 

Continuando o passeio, podemos
encontrar outros lugares históricos como a “calle de los suspiros
(muito estreita e de pedra), o farol, com mais de 150 anos e 118 degraus,  sobre as ruínas
do Convento de San Francisco Javier, a Casa del Gobernador, museus que guardam valiosos elementos
históricos da cidade, como o Museu Municipal, Museu Espanhol, Museu Português, Museu do Azulejo, Museu Indígena, e o Teatro Bastión del Carmen, além de uma grande
quantidade de construções muito antigas, que nos a todo momento nos dão a sensação de que estamos fazendo uma viagem ao passado.

 

 

Aliás, essa é a maior sensação quando estamos andando pelas calles de Colônia, de que estamos voltando a passado. Prova disso são as dezenas de carros antigos espalhadas pela cidade, tanto em uso, quanto verdadeiras relíquias disponíveis para fotos.
Uma volta ao passado pelas ruas de Colônia

 

Mas a nossa parte preferida sem dúvidas, foi a caminhada às margens do Rio de la Plata, com direito a um pôr do sol espetacular!!
Porto nas margens o Rio da Prata
Espetáculo do pôr do sol
O que comer
Colônia tem boas opções de Restaurantes, mas, como chegamos tarde para o almoço, optamos pelo tradicional chivito uruguaio, um sanduíche à base de filet feito na chapa, com presunto, mussarela, bacon, alface, fatias de tomate e ovo cozido com maionese, acompanhado de batatas fritas ou salada de batatas, e normalmente vem em uma porção gigante!!!!
Os restaurantes de Colônia tem um ambiente muito aconchegante, como o que escolhemos para nosso jantar (infelizmente não lembro o nome) à luz de velas, em um antigo casarão. Um charme de lugar e de comida, claro, acompanhado de bons (e baratos) vinhos.
Jantar à luz de velas
E Colônia é um charme em muitos aspectos, suas ruas de pedras, seu povo acolhedor, seus casarões antigos, seu clima friozinho e bucólico, jantar à luz de velas, Igrejas com fachadas branquinhas, pôr do sol inesquecível e crianças correndo nas ruas. Sem dúvidas, um passeio imperdível a partir de Buenos Aires ou de Montevidéu.

 

Veja também:

Casamento no Havaí- Parte 1: Planejamento Como vocês já sabem, em Abril/14 o Luiz foi para o Havaí e voltou encantado!! De lá mesmo já começou a jogar uma ideia na minha cabeça: "Vamos vir...
O que fazer em Fortaleza O que fazer em Fortaleza? Post atualizado em 18.12.17   O que fazer em Fortaleza, um dos destinos nacionais mais procurados para férias? É ...
Jericoacoara: Roteiro completo Neste roteiro completo de Jericoacoara, você  vai encontrar todas as dicas que precisa! Jericoacoara, no Ceará é uma das praias mais paradisíacas do...
Buenas dicas de Buenos Aires!!! Pra quem está querendo fazer sua primeira viagem internacional, aqui vai uma dica: Aposte em Buenos Aires!! A cidade tem muitos atrativos: nã...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *