10 Dicas para economizar em Londres

Quando pensamos em Londres logo nos vem à cabeça alguma forma de economizar na Terra da Rainha. Como se não bastasse o Euro nas alturas, a Libra ainda é mais valorizada e para nós brasileiros acaba saindo um pouco mais caro. Passei quase 40 dias em Londres em 2018 e pude constatar que é possível sim economizar por lá! Apesar da libra, em Londres encontrei muitos programas gratuitos e saí de lá sem falir ou deixar um rim, rs. Então, nesse post trago minhas 10 dicas para você economizar em Londres!

1 – TAKEAWAY- Londres sem takeaway não é Londres!! E essa é uma ótima forma de economizar suas preciosas libras! Eu não entendia muito esse lance da galera almoçar sanduíche ou o meio da rua, mas depois desse tempo de lá aprendi que isso é da cultura dos ingleses. Aqui no Brasil temos o hábito de o almoço ser a refeição principal, feita em família, mas como na Inglaterra muitas pessoas trabalham longe das suas casas acaba que o jantar é para eles o momento principal das refeições em família. Então durante o dia eles fazem pequenas refeições e deixam para o jantar a “comida de panela” como falamos aqui. Mas, vamos a economia! Quando você pede alguma comida takeaway ou to go (para viagem) é mais barato do que comer no próprio restaurante, em alguns lugares chega a ser mais de 2 libras a diferença.  Um restaurante que eu frequentei muito foi o Pret-a Manger e super recomendo! Eles servem tanto sanduiches, como saladas, massas, sopas, sucos naturais e  claro, cafés. E quem compra takeaway sai pra comer nos banquinhos na rua mesmo. No horário de almoço você vai ver muitos ingleses com seus sanduichinhos ou marmitinha comendo ali no meio de um parque, praça sem vergonha alguma! Supermercados oferecem MEal a preços de 3 – 5 libras, como Marks e Spencer, Tesco e Aldi.

Camden MArket

2 – MERCADOS/FEIRAS DE RUA- É muito, mas muito comum encontrar mercados com comidas de rua em Londres, principalmente se for época de Natal. Uma boa pedida para provar comidas diferentes a um preço bem em conta. E alguns desses mercados vendem pequenas porções de comidas que podem perfeitamente já servir como uma refeição. Outra economia nesses mercados é com souvenirs, em muitos deles além de comidinhas, você encontra lembranças, roupas, antiguidades e muitas coisinhas diferentes!

Em alguns bairros, as feiras/mercados são em dias fixos, verifique no Hotel os horários e dias. Alguns mercados famosos são os de Camden Town (Camden Market – que acontece diariamente) e de Notting Hill (Portobello Market- aos sábados).

3 – TAP WATER– Se eu fosse colocar no papel o quanto economizei com água em Londres ia ver que fiz uma boa economia!!!! A água da torneira na Inglaterra é potável, então beba água da torneira à vontade, rs. E não só no Hotel ou em casa, nos Restaurantes também, basta pedir uma TAP WATER e te trarão uma garrafa ou copo com água da torneira, caso contrário você pagará cerca de 4 libras por uma garrafinha de água mineral. Considerando que tomava em média umas 5 garrafas, seriam quase 20 libras por dia, ou pra ser mais preciso, quase R$ 100,00/dia só com água!!!

4- TRANSPORTE– Chegando em Londres compre um OYSTER, o cartão do transporte público. Para adquirir, você precisa comprá-lo por 5 libras. Esse valor é devolvido caso você queira. Você tem a opção de carregá-lo por semana ou no sistema AS PAY AS YOU GO, onde você carrega valores aleatórios e só é debitado quando você utilizar (no sistema semanal é válido por dias que você comprar, independente de usar ou não). Vou escrever em breve um post exclusivo sobre o OYSTER, mas voltando para a economia, eu indico você utilizar ônibus sempre que possível por algumas razões:

Oyster: para metrô e ônibus
  • Enquanto a tarifa do metrô é 2,45, do ônibus é 1,50, e no intervalo de 1 hora, após a validação do seu cartão no ônibus, você pode pegar quantos ônibus quiser (exceto os mesmos, mas isso é praticamente impossível);
  • No ônibus você vai curtindo o visual, fora que ir no andar de cima na primeira cadeira é muito divertido, rs;
  • E por fim, o metrô no inverno é muito quente (o que é bom), mas no verão também!!

Não esqueça de “devolver” seu Oyster nas máquinas de metrô quando vier embora, você recebe suas 5 libras de volta e ainda o saldo que tiver (caso seja no Sistema As Pay as You Go).

5- ANDE– Londres é uma cidade plana, raras ladeiras, então ande muito a pé. Eu costumava ir até um ponto mais longe de transporte público e vir voltando pro Hotel a pé. E traçando as rotas por exemplo entre as principais atrações, dá pra fazer muitos circuitos a pé. Conheci em Londres uma Empresa que faz walking tour gratuito, a Sandemans. Eles inclusive tem esse serviço em várias cidades da Europa. O tour é algum que dê uma visão geral da cidade, de cerca de 2 horas caminhando e explicando atração por atração. O de Londres é o roteiro real saindo de Covent Garden em direção ao Buckingham e Big Ben. No final você dá uma gorjeta que quiser, no geral cerca de 5 libras. Fiz também em Lisboa e goste muito. Você recebe um cartãozinho e a cada tour que fizer ganha um selo, que dá descontos nos tours pagos da Empresa.

Londres é a cidade perfeita para caminhadas!

6- MUSEUS– Quem gosta de Museus vai se sentir no paraíso em Londres!!! E o melhor, a maioria deles são gratuitos, isso mesmo, gratuitos!!!! Consegui entrar em quase todos os que eram gratuitos como British Museum, Tate Modern, Natural History Museum, Albert and Museum. Já os museus mantidos pela Monarquia são pagos.

Natural History Museum, um dos meus preferidos, e gratuito!!!

7- TRANSPORTE ENTRE CIDADES– Eu estava acostumada a andar de trem na Europa, mas quando cheguei na Inglaterra me surpreendi com os valores de trem muito elevados. Então logo fui atrás de uma alternativa e acabei encontrando o Megabus. Para ter uma ideia, de Sheffield para Londres de trem seria cerca de 60 libras e de ônibus cheguei a pagar 5,60! Ou seja, uma super economia. O Megabus liga quase toda as cidades inglesas, assim como Escócia e País de Gales. E também tem a opção para Paris e Amsterdam. Fique de olhos nos seus e-mails pois sempre enviam promoções também. Eles fazem o esquema de Hop on Hop Off em Londres e recebo uma oferta de um tour de cerca de 2 horas pelas principais atrações londrinas por 1 libra, isso mesmo, 1 libra!! Claro que eu fechei na hora, e chegando n meu horário só tinha eu e minha mãe no ônibus todo!!!

8 – COMPRAS– Londres e Europa no geral não é muito para compras, esse título deixo para os Estados Unidos que é imbatível!! Mas por incrível que pareça achei até uns preços melhores que em Paris! Para os fãs de mala leve como eu, uma pedida é deixar para comprar o que precisar por lá. E duas lojas que eu indico são : Primark e TK Max. Na Primark você encontra t-shirts por 2 libras até!

9 – INGRESSOS BARATOS– se quiser ver uma peça compre seu ingresso antecipadamente ou acorde cedinho no dia do espetáculo e vá para a fila da bilheteria centrar tentar comprar os ingressos que não foram vendidos anterior, lembrando que essa opção é apenas para os espetáculos do dia.  Se você pretende entrar nas atrações pagas (London Eye, Madame Toussoud…) faça as contas se o London Pass sairá mais em conta.

10 – HOSPEDAGEM- um dos itens que mais pesa em toda viagem, junto com alimentação e transporte é a hospedagem. Então, indico que você procure seus hotéis com uma antecedência de no mínimo 3 meses. Assim, muita gente procura por valor, mas eu olho principalmente a localização. Por exemplo, em Londres você encontra preços melhores nas Zonas 2 e 3, mas como isso terá que gastar mais com transporte, então tem que ver o custo x benefício, nem sempre um lugar mais longe compensa a economia. Outra dica, é optar por Hostel (alguns tem suítes para casais) com cozinha, sei que de férias ninguém quer cozinhar, mas já que estamos falando em economizar, fazer alguma refeição no Hostel, apartamento dá uma boa economia.

Viu como é possível viajar até para lugares onde a moeda é mais valorizada? Basta ter planejamento e se adequar a situações diferentes da do seu país, por exemplo!!! Por isso esteja aberto a se adaptar ao seu destino, seja bebendo água da torneira ou andando de transporte público!

Como eu costumo falar, não é preciso ser rico para viajar, basta saber viajar!! E muitas dicas do que fui aprendendo ao longo das minhas viagens compartilho aqui com vocês!!!

Tem alguma dica para incluir nesse post? Deixa nos comentários!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *