Roteiro de 2 dias em Los Angeles

Estava muito em dúvidas entre incluir ou não Los Angeles no nosso roteiro já que 90% dos posts de blogs de viagem que pesquisamos citavam que é uma daquelas cidades que você ama ou odeia. Mas em meio a tantas controvérsias, acabamos incluindo por alguns motivos.

-Los Angeles é a segunda cidade mais populosa dos EUA, e a mais populosa do Estado da Califórnia;
-Hollywood, sinônimo da indústria do cinema, sempre esteve no imaginário de muita gente e realmente não dá pra dissociar LA dessa imagem;  
-Queira ou não, o cinema ainda exerce um certo fascínio e deixa um ar de glamour em Hollywood;
-Los Angeles era o lugar de chegada com os melhores preços de passagens! Pronto!! rs
Hollywood

Vamos começar entendendo um pouco a região de Los Angeles que na verdade é um Condado, o Condado de Los Angeles, o maior da Califórnia. Formado por cerca de 88 cidades, entre elas as mais conhecidas são: Los Angeles (sede do Condado), Beverly Hills, Santa Mônica, Malibu, Venice, e West Hollywood, que muitas vezes podem ser confundidas como bairros de LA pois facilmente ultrapassa-se a barreira de uma cidade  a outra. Além disso, LA ainda é dividida em distritos e bairros (pense na confusão!!), por exemplo, o distrito de Downtown LA tem como bairros Fashion District, Arts District e Financial District. Mas isso não faz muita diferença quando você pega o mapa de Los Angeles e traça as regiões do Aeroporto até Hollywood, que no fundo pode ser considerada a “Grande Los Angeles”.

Montamos um roteiro bem enxuto e não quisemos reservar mais que 2 noites, pois realmente preferimos guardar mais dias para São Francisco. Mas, deu pra ver e fazer muita coisa, hein? Infelizmente não deu pra incluir nenhuma visita aos Estudios de Hollywood, pois perderíamos muito tempo e optamos por nos locomover através do Bus Hop On Hop Of, onde você escolhe a opção de 24 horas (U$ 44) ou 48 horas (U$ 59), com 6 linhas que cobrem toda a cidade.
City of Angels!!

Vamos ao nosso roteiro de duas noites!

DIA 1: 

Depois de chegarmos ao Hotel, muito bem localizado por sinal, seguimos para desbravar os pontos turístico de interesse na região de Hollywood e West Hollywood, um roteiro digamos, cinematográfico!

Hollywood Blv e as estrelas da Calçada da Fama

Começamos pela  Calçada da Fama que ocupa alguns quarteirões da Hollywood Blvd, entre as ruas North Gower St e North La Brea Av são 2,1 km, e ainda continua num pequeno trecho da Marshfield Way diagonalmente entre a Hollywood Blv e La Brea Av, e (ufa), quase 1 km da Vine St entre a Yucca St e Sunset Blv. Ou seja, encontrar aquela sua estrela favorita não é uma das tarefas mais fáceis, o negócio é sair andando e fotografando as que for encontrando!! Mas é claro que existem mapinhas com a localização das mais famosas, mas essa parte eu pulei!! Apostamos na surpresa! Até 2014 (pesquei do Wikipédia!!) eram 2.518 estrelas, cada uma com o nome e o símbolo identificando a qual meio o artista pertence: indústria cinematográfica, televisiva, da música, radiodifusão ou do teatro!

Calçada da Fama
Achei a que queria!!!

Entre a Highland Av e N Orange Dr, chegamos ao  TCL Chinese Theatre que foi inaugurado em 1927 (originalmente era chamado Grauman’s Chinese Theatre) e representa todo o excesso dos anos de ouro de Hollywood, quando os teatros eram projetados para serem salas de cinema, e que sala! O TCL Chinese Theatre já foi palco de première de filmes e cerimônias do Oscar, mas hoje cedeu lugar para o Dolby Theatre. Aqui está também a famosa calçada com as impressões das mãos (ou pés) e assinatura das celebridades, daí o motivo da grande concentração de turistas.

Entrada do TCL Chinese Theater
Ao lado está o  Dolby Theatre que é o palco das grandes cerimônias do Oscar, a realização de qualquer artista e é impossível não lembrar do tapete vermelho e de toda a festa que acontece nessa época! Nesse quarteirão, nas proximidades do TCL Chinese Theatre e do Dolby Theatre, encontramos alguns personagens de cinema em busca de uns trocados em toca de uma foto, divirta-se com as performances dos mesmos, ou com o “visual” digamos, bem fora de forma de alguns!

O Palco do Oscar: Dolby Theatre
Achei mais um do Michel!!
Autógrafos e as famosas marcas das mãos

Essa pochete, rs!!

E sem sair desse quarteirão, está o Hollywood & Highland Center que à primeira vista não mostra exatamente a que veio, se é um shopping, um teatro a céu aberto ou um daqueles presentes de grego! Na verdade, trata-se de um extravagante centro de compras com uma arquitetura meio exótica, com elefantes gigantes em cima de grandes colunas e outras esquisitices, rs, no fundo achei meio brega! Digamos que o Hollywood & Highland Center está mais para ponto turístico que centro comercial, enfim, entre as lojas encontramos Victoria’s Secret, Guess, L’Occitane, Forever 21, MAC, Louis Vuitton e Sephora, desculpa mas só decorei as lojas de interesse feminino!!! De lá também é possível ver bem distante o letreiro de Hollyood, inclusive tem um ponto de observação no 2º andar.

A extravagância do Hollywood & Highland Center
Ponto de observação no Highland Center

Ali em frente encontramos também uma filial da famosa loja de chocolates de São Francisco: Ghirardelli e divertidas lojas de souvenir. Hollywood Boulevard foi feita para trair turistas e cinéfilos de plantão!

Já deu pra perceber que passar por todos esses pontos não leva mais do que algumas horas, pois estão todos um ao lado do outro. Como chegamos em LA depois de uma longa conexão do Brasil (3 voos e quase 28 horas depois….), preferimos descansar na primeira noite e acordar cedo para curtir o dia seguinte! Jantamos no Hard Rock Café, que também fica na (adivinhem?) Hollywwod Blz, off course! O bom da localização desse Hotel foi isso, fizemos esse trecho nos pontos turísticos de Hollywood a pé e em uma tarde conhecemos todos, inclusive, da própria rua do Hotel dava até pra ver o letreiro, bem longe, claro, mas que dava, dava! rsrs Já para quem tem mais tempo, uma opção é observá-lo do Griffith Observatory, que tem uma vista linda da cidade e de quebra um pôr do sol espetacular. Mas Los Angeles não se limita apenas a Hollywood Blv, se fosse, entraríamos para  a lista dos turistas que odeiam LA!

Os principais pontos turísticos de Hollywood na Hollywood Blv
Primeiro drink da viagem movida a Mojito!!

Boa pedida no Hard Rock Café

DIA 2:

Acordamos cedo e após um tradicional café da manhã americano com direito a panquecas e bacon no IHOP, seguimos para pegar o bus turístico Hop On Hop Of na Hollywwod Blv (ponto inicial da Red Line). Como falei, são 6 linhas, inclusive com uma linha para o Universal City e não é aconselhável pegar mais de 2 linhas no mesmo dia em um tour de 24 horas, buuuut, como só tínhamos aquele dia, era rodar correndo ou nada, e não é que acabamos sem querer pegando 4 das 6 linhas!! Já que nosso segundo dia foi totalmente nesse bus, vou contar como fizemos e nossas paradas.
O ônibus

Traçamos nossas prioridades que seriam: Beverly Hills, Rodeo Drive, paradinha no Westfield Century City para almoço, Pier Santa Mônica, Venice Beach e se sobrasse tempo, Farmers Market.

O cenário californiano: Santa Mônica

Gosto desse ônibus principalmente quando não temos muito tempo, mas no geral prefiro bater perna, pegar transporte público e me misturar no meio dos locais, mas aconselho para quem não tiver muito tempo num lugar e quer ver muita atração! 

E em alguns momentos o ônibus era todo nosso!

Seguindo pela Hollywood Blv, entramos na área da Sunset Strip, conhecida por sua casas noturnas, clubes de rock, como o famoso Whisky a Go Go, casas de comédia e onde muitos hollywoodianos começaram antes da fama, inclusive, Brad Pitt vestia-se de frango em um restaurantes, distribuindo panfletos e atraindo clientes! 

Whisky a Go Go em Sunset Strip
Sunset Strip

A próxima grande avenida é a Santa Monica Blv, e ponto de entrada na famosa e chiquérrima Beverly Hills, onde estão a maioria das mansões dos famosos (inclusive tem um tour apenas para observar as mansões!). Passamos pela Rodeo Drive e decidimos continuar até o ponto de transferência com a outra linha e de lá seguir até o Westfield Century City, onde pegaríamos nossos brindes e cartão de desconto, gentilmente cedidos pela Carolina Mokskin (falaremos dele em um outro post, pois tem muita coisa bacana pra contar e mostrar!!).

Beverly Hills
Westfield Century Center

Após o almoço, seguimos para Santa Mônica, onde nossa intenção (minha, Larissa) era finalmente conhecer o Oceano Pacífico!! Ah, e o Pier Santa Mônica, eu particularmente achei um charme e muito divertido, aquele parque com a roda gigante esteve por muito tempo nos meus sonhos e vê-lo ao vivo foi a materialização de todos eles!! Santa Mônica por sinal, é uma boa opção de hospedagem para quem quer fugir do agito turístico de Hollywood, tem muito hotel e restaurante bacana, além da atmosfera da praia!

Pier Santa Mônica
Santa Mônica

Próxima parada: Venice Beach. E aqui encontramos aquela visão que nos vem à mente quando pensamos na Califórnia: praia, surfistas, palmeiras, postos de salva vidas e um clima bem descontraído! Venice é aquela cidade praiana mais alternativa, com surfistas descolados, skatistas, ciclistas e pedestres na Ocean Front Walk. Reserve algumas horas para curtir Santa Mônica e Venice, e se for no verão, curta o dia todo nas praias!

Venice Beach
Venice Beach
Surfistas em Venice
Uma cena pitoresca em Venice: Cavalaria a postos


De Venice, pegamos o ônibus errado e de quebra, conhecemos Marina Del Rey que não estava no nosso roteiro, uma cidade que é puro luxo. Avistamos muitos iates e barcos na Marina, e depois ficamos sabendo que este é um dos maiores portos de pequeno porte do mundo, com capacidade para quase 5.000 barcos!!

Dali seguimos por toda a orla de Venice e Santa Mônica até fazermos a conexão de volta a Beverly Hills e então conhecer a cidade. Beverly Hills está entre Los Angeles e West Hollywood e é basicamente aquela cidade de ricos e famosos, e onde estão a maioria das mansões das celebridades de Hollywood. Como já falei, você pode fazer um tour por estas mansões, ou comprar seu mapinha das casas das estrelas e seguir de carro uma a uma, quem sabe você dá de cara com algum deles?

Beverly Hills

Preferimos bater perna em uma das ruas mais caras e chiques do mundo, a Rodeo Drive, só mesmo para admirar as vitrines, rs, porque os preços são sem noção para nós, simples mortais! Uma consideração: Não senti uma vibração em Rodeo Drive como a que vimos na Champs-Élyssés ou na Fifht Avenue outras chiques avenidas do mundo, achei meio paradona, sem muito movimento e sem aquele movimento de pessoas de um lado para o outro. Fato que ali estão as melhores grifes do mundo, e algumas ruazinhas guardam alguns restaurantes charmosos na proximidade, mas, esperava mais, esperava mais vibração talvez!

Rodeo Drive
Rodeo Drive

Mas Bevely Hills me marcou, rs, lá quase tive que usar meu seguro saúde! Não lembro como, mas tropecei em uma esquina e praticamente voei em direção ao chão, por sorte, me apoiei nas mãos e consegui evitar que batesse com a cabeça no chão. Quase torci meu pé, mas na mesma hora recebi ajuda e coloquei gelo, que bom que não precisei ir parar no pronto-socorro no segundo dia de viagem! Quis falar desse incidente para vocês perceberem a importância de viajar com um seguro de saúde, do nada pode acontecer um imprevisto e você ter que arcar com uma grana alta caso não tenha um. Felizmente, a única sequela que ficou foi na minha aliança arranhada pelo impacto com o chão, menos mal que foi na chique Beverly Hills (rsrs… #sqn!!).

E assim terminamos nosso tour por Los Angeles, foi pouco tempo, mas deu pra aproveitar bem, deixamos de fora um lugar bem bacana, o Farmers Market, por falta de tempo, pois já saímos de Beverly Hills mais de 20hs da noite! E se tivéssemos mais um dia incluiríamos uma visita a algum Estúdio de Hollywood e para fechar o dia, um pôr do sol em Venice ou  no Griffith Observatory. Bom, quem sabe numa próxima visita? Pelo menos para nós deu para negar esse mito de ame ou odeie LA,  não saímos de lá com com a certeza de que amamos ou odiamos, o fato é que preferimos conhecer novos destinos a voltar lá, mas se surgir uma oportunidade não será nada mal! E Los Angeles continua sendo um bom ponto de apoio para a Califórnia e também para quem segue pro Havaí!

Valeu LA, see you!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *